domingo, 30 de abril de 2017

FESTIVAL DE MÚSICA DE PEDREiRAS - UM SHOW DE CULTURA


Gilvan Mocidade - 1º lugar
Com apenas dez dias mais nova do que Bacabal, Pedreiras completou 97 anos na quinta-feira passada, 27 de abril. Com extrema valorização ao produto cultural local, a cidade deu uma aula, um verdadeiro banho, e mostrou ao mundo, com toda competência, que se pode fazer uma grande festa sem importar enlatados, bandas midiáticas que levam fortunas e nada deixam.
Elizeu Cardoso - Show

Realizado pela Fundação Pedreirense de Cultura e Turismo sob a presidência de Francinete Braga em parceria com a prefeitura municipal - Prefeito Antônio França e dirigido pelo cantor e compositor Paulo Piratta, aconteceu, na noite do da 26, quarta-feira,  o Festival de Música de Pedreiras – Pau e Corda, que reuniu nomes da mais alta estirpe da Música Popular produzida no Maranhão como: Gerude, Beto Ehonque, Eloy Melônio, Selma Delago, Carol Cunha, Itamar Lima, Samuel Barreto, Netto do Kacaco, Gilvan Mocidade, Keneddy Aranha, Chico Nô, Edvaldo Santos, Manu Lopes, Alex Brasil, Erasmo Dibel, Well Matos, Dommer, Zé Lopes e novos como Marcelo Chauvinski, Tayrimme e Adriel.
Celia Sampaio - Show
Com uma grande estrutura de som e luz, o festival lotou as dependências do anfiteatro e no palco, abrindo a festa, o público foi ao delírio com os shows de Elizeu Cardoso e Celia Sampaio, que também fizeram parte do corpo de jurados, somando ao multifacetado Bentivi e mais dois membros locais.
O festival, além de mostrar belas canções, de variados estilos como bossa nova, xote, embolada, balada, suingue, rumba, toada, belas performances, ainda mostrou grandes músicos como os guitarristas Maninho Quadros, Norlan e Paulinho Barros, os violonistas Júlio Cunha e João Eudes, o baixista Paul di Anca e os percussionistas Nato Silva, Jeca e Madson.
O evento recebeu cerca de cinquenta canções, vindas dos mais diferentes lugares e das quinze classificadas, tinha, além de musicas de Pedreiras, também de Trizidela do Vale, São Luis, São José de Ribamar, Codó, Bacabal, Rosário.
Adriel - 2º Lugar e melhor ntérprete
“A música mais uma vez, me proporcionando momentos inesquecíveis. Meus sinceros agradecimentos ao poeta Paulo Piratta e a todos que organizaram esse lindo festival. Um povo gentil e acolhedor.” Escreveu a compositora Selma Delago, que faz um belíssimo trabalho dentro da Musica Popular Brasileira, com participações nos maiores festivais do país.
Para Gilvan Mocidade,  festival foi muito bom para conhecer pessoas, a própria cidade. “A música é mágica e os festivais também, e um momento de confraternização. Parabéns a todos os participantes, ao Paulo Piratta pela organização e a todos envolvidos no evento. Me despeço com muita alegria e espero voltar a Pedreiras logo, logo pois essa cidade respira música.” Postou em sua página oficial, Gilvan Mocidade, que foi o grande vencedor. Gilvan também e vereador na cidade de Rosário. Na caravana de Gilvan estavam os também vereadores Kiko, Sandro,  Carlos do Remédio e o secretário de cultura de Rosário, Alain Tavares
Manu Lopes - 3º Lugar
Enquanto os intérpretes aguardavam o resultado, subiu ao palco para uma linda exibição, o grupo “Da Golada Para o Brasil” que reúne poetas e cantores fazendo recitais e cantando as mais belas canções do Maranhense do Século, o poeta do povo João do Vale.
Todos os concorrentes receberam um troféu pela participação e o resultado foi o seguinte: 3º Lugar - Pássaro Homem– Autor e interprete Mano Lopes, 2º Lugar e melhor intérprete - Canção – Autor e interprete Adriel Lima e 1º Lugar - Recado – Autor e interprete Gilvan Mocidade.
Keneddy Aranha - Aclamação popular
A música Eu sou de lá” de Keneddy Aranha, através de um sorteio, ficou com o premio de aclamação popular.
Os vencedores receberam prêmio em dinheiro, pago pela Fundação Pedreirense de Cultura e Turismo, com a seguinte distribuição: 1º LUGAR: Troféu + R$ 3.000,00 ; 2º LUGAR: Troféu + R$ 2.000,00; 3º LUGAR: Troféu + R$ 1.500,00 ; Prêmio para o Melhor Intérprete: R$ 500,00;  Aclamação Popular R$ 500,00.
Manu Lopes, Adriel, Gilvan Mocidade


Carol Cunha
Gildomar Marinho
Ana Thayrine

Festival de Pedreiras
Vereador Sandro e sua esposa Gslene
Vereadores de Rosário
Festival de Pedreiras
Sandro Alex, Paul Getty e Sergilene

Manu Lopes
Festival de Pedreiras
Netto do Cavaco
Sereia Azul e Ze Lopes
Paulinho Barros, Gilvan, Ze Lopes e Manu Lopes
Zé Lopes, Manu Lopes, Kennedy e Julio Cunha
Kennedy e Manu Lopes

Paul, Thayrine e Zé Lopes
Thayrine e Paul di Anca

Festival de Pedreiras - Manu Lopes
Festival de Pedreiras - Gilvan Mocidade

Ze Lopes e Manu Lopes
Paul Getty, Gerude e Gildmar
Paulo Piratta e Thayrime
Paulo Piratta, Marcelo Chauvinski, Samuel Barreto e Manu Lopes
Paulo Piratta, Gildmar e Ze Lopes,
Festival de Pedreiras

Carol, Selma Delago, Jeca, Norlan
Gildomar e Pacheco




 
Festival de Pedreiras
Festival de Pedreiras
Paulo Piratta e Paul di Anka
Marcelo e Gildmar
Ze Lopes, Paulnho Barros, Maninho e Paulo Piratta
Paúla, Ze Lopes, Samuel - Festival de Pedreiras
Paulinho Barros, Paulo Piratta, Zé Lopes, Mannho e Marcelo Chauvinski
Paulo Piratta, Netto do Cavaco e Samuel Barreto
 

DIAGNOSE - DICA DE SAÚDE - PROSTATITE



Prostatite é um termo amplo que engloba várias condições que cursam com inflamação da próstata. Seus sintomas incluem febre, dor para urinar, dificuldade para urinar e dor na região pélvica.
Neste texto vamos abordar os diferentes tipos de prostatites, abordando os seguintes pontos:
·         O que é próstata.
·         O que é prostatite.
·         Tipos de prostatite
·         Causas da prostatite
·         Sintomas da prostatite
·         Tratamento da prostatite

A PRÓSTATA
A próstata é uma glândula do tamanho de uma noz (3 a 4 cm de diâmetro), com aproximadamente 20 gramas de peso, presente apenas no sexo masculino. Localiza-se na base da bexiga e circunda a parte inicial da uretra, canal que escoa a urina da bexiga.
Cerca de 70% do líquido ejaculado durante o orgasmo é produzido pela próstata.. Este líquido é uma secreção alcalina (com pH elevado) que se mistura e protege os espermatozoides do ambiente ácido da vagina, aumentando sua mobilidade e facilitando a chegada dos mesmos ao óvulo.
Devido a sua localização anatômica, as doenças da próstata costumam causar sintomas associados a urina e bexiga, como dor ao urinar e fraqueza do jato urinário.

PROSTATITE

A prostatite não é uma doença única, mas sim um grupo de quatro doenças que cursam com sintomas semelhante, relacionados à inflamação da próstata. Atualmente divide-se as prostatites em quatro grupos:
I- Prostatite aguda
II- Prostatite bacteriana crônica
III- Prostatite não bacteriana crônica ou Síndrome da dor pélvica crônica
(IIIa. inflamatória / IIIb. não inflamatória)
IV- Prostatite inflamatória assintomática
A categoria IIIb (Prostatite não bacteriana crônica / síndrome da dor pélvica crônica não inflamatória) era antigamente chamada de prostatodinia.
Vamos falar um pouquinho sobre cada uma delas.

I. PROSTATITE AGUDA


A prostatite aguda é um quadro inflamatório normalmente causado por uma infecção bacteriana da próstata. As bactérias mais comuns da prostatite aguda são as mesmas que costumam causar infecção urinária, como E. coli, Klebsiella e Proteus. A contaminação da próstata se dá pela invasão da mesma por bactérias que se encontram na uretra ou na bexiga, normalmente devido a uma urina previamente contaminada.
Entre os principais fatores de risco para a prostatite aguda podemos citar:
– Infecção urinária ,
– Uso de cateter vesical.
– Traumas locais por uso prolongado de bicicletas ou andar a cavalo.
– Infecção pelo HIV
– Uretrites por DSTs .
Sintomas da prostatite aguda
A prostatite aguda pode ocorrer tanto em homens jovens quanto em idosos e os seus principais sintomas incluem:

– Febre.
– Calafrios.
– Disúria (dor ao urinar) ,
 Dificuldade em urinar.
– Dor pélvica.
– Urina turva.
– Mal estar.
– Dores musculares e nas articulações.

Os sintomas da prostatite aguda podem ser muito intensos, fazendo com que muitas vezes o doente necessite de hospitalização. A sepse é uma complicação possível desta infecção ,
Diagnóstico da prostatite aguda
O diagnóstico da prostatite aguda é feito através da avaliação conjunta do sinais clínicos e do toque retal, que demonstra uma próstata dolorosa ao exame. Assim como na infecção urinária, a urocultura serve para identificar a bactéria responsável pela infecção ,O exame simples de urina (EAS) costuma apresentar piócitos na urina (pus) e sangramento microscópico ,
Nas análises de sangue, a dosagem do PSA pode ajudar, pois o mesmo costuma estar elevado durante as prostatites. Os marcadores de atividade inflamatória como PCR e VHS também encontram-se elevados , o hemograma costuma apresentar leucocitose .
Tratamento da prostatite aguda
A prostatite aguda tem cura e o tratamento é feito com administração de antibióticos por um período médio de quatro semanas. Como as bactérias que causam a prostatite costumam ser as mesmas da infecção urinária, os antibióticos também são iguais, sendo o Bactrim® e as quinolonas (ciprofloxacina, levofloxacina e norfloxacina) os mais usados. Os antibióticos podem ser alterados posteriormente de acordo com os resultados da urocultura, que costumam demorar de 48 a 72h para ficarem prontos.
Os sintomas costumam começar a desaparecer com 48 horas de antibioticoterapia. Depois de sete dias de tratamento a urocultura já é negativa, não apresentando mais bactérias na urina.
Para o alívio da dor analgésicos comuns e anti-inflamatórios podem ser usados, se não houver contraindicações.

II. PROSTATITE BACTERIANA CRÔNICA

A prostatite bacteriana crônica é um complicação possível da prostatite aguda não devidamente tratada.
O quadro é bem mais brando que na  prostatite aguda e os sintomas podem ser sutis. Na maioria das vezes as queixas se restringem a disúria (incômodo ao urinar), vontade urinar frequentemente e mal-estar. A febre, quando presente, costuma ser baixa.
Como vocês já puderam notar, muitos dos sintomas da prostatite crônica são semelhantes aos da cistite (infecção da bexiga), podendo causar alguma confusão no diagnóstico ,. É importante saber que nos homens adultos e/ou jovens a cistite é uma infecção pouco comum, devendo a prostatite ser sempre uma das hipóteses diagnósticas nos pacientes do sexo masculino com sintomas semelhantes aos de uma infecção urinária.
O diagnóstico da prostatite crônica também é feito através da história clínica e do toque retal.  Neste caso, durante o toque retal, é possível realizar a massagem da próstata para estimular a secreção de líquidos para a análise laboratorial. A massagem prostática nunca deve ser feita na prostatite aguda devido ao risco de estimular a liberação de bactérias para a corrente sanguínea. A urocultura colhida após massagem prostática também é uma opção para o diagnóstico da prostatite crônica.
As bactérias que causam a prostatite crônica são, em geral, as mesmas da prostatite aguda. Paciente que apresentam sintomas de prostatite crônica, com pus no exame simples de urina, mas cujas uroculturas e culturas da secreção prostática são persistentemente negativas, devem ser investigados para infecção por clamídia (leia: ,
O tratamento da prostatite crônica é semelhante ao da prostatite aguda, com duração entre 4 a 6 semanas. Pacientes que apresentam infecção recorrente podem precisar de tratamento mais prolongado.

III. PROSTATITE NÃO BACTERIANA CRÔNICA OU SÍNDROME DA DOR PÉLVICA CRÔNICA

A síndrome da dor pélvica crônica é uma síndrome que cursa com sintomas urológicos e desconforto na região pélvica. O termo síndrome da dor pélvica crônica é mais correto que prostatite não bacteriana crônica, porque muitas vezes não há envolvimento da próstata no quadro, apesar dos sintomas serem sugestivos de prostatite crônica.
A síndrome da dor pélvica crônica é um diagnóstico de exclusão, ou seja, só pode ser dado depois que se descartam a prostatite bacteriana e outras causas para dor pélvica como tumores, infecções urinárias, hemorroidas e doenças testiculares.
Os sintomas da síndrome da dor pélvica crônica incluem aqueles da prostatite crônica e outros como dor pélvica, desconforto anal e incômodo nos testículos.
Não há tratamento específico para a síndrome da dor pélvica crônica. Quando não se consegue descartar uma prostatite bacteriana crônica, um curso de quatro semanas de antibióticos é uma conduta aceitável. Nos casos onde não é possível determinar a causa da dor, o tratamento se limita ao uso de analgésicos.
Por Dr. Otávio Pinho Filho

sábado, 29 de abril de 2017

RAPIDINHAS DO SABADO



Quem comemorou dois anos no fim de semana passado, foi o Orgulho da Policia Militar do Maranhão, o Batalhão Tiradentes. Comandado pelo Coronel Marques Neto, foi celebrado um culto em Ação de Graça para comemorar a data.

Como parte da comemoração, houve uma partida de futebol entre os times da corporação e depois de suarem as camisas, os meninos fizeram uma grande festa com muita cerveja e churrasco. Ao Batalhão Tiradentes muitos anos de vida e que continue com esse magnifico trabalho em defesa as sociedade.

Terminou no domingo passado o Torneio Norte-nordeste de Basquete Master. Várias classes foram contempladas. A seleção maranhense +50 foi a vice campeã na categoria e o capitão da equipe, Marco Pimentel recebeu sua medalha e o troféu.

E quem também participou jogando pela seleção feminina de basquete máster, foi a linda negra bacabalense Bindô, que aparece na foto com o coronel Marco Pimentel


Quem esteve no final de semana passado em Bacabal reunido  com os vereadores  e membros do seu grupo politico, foi o senador da República, João Alberto de Souza. O evento aconteceu no Parque Aquático Dona Benta, na Avenida João Alberto e os presentes puderam saborear um lauto almoço preparado pelo proprietário, o advogado De. Bento Vieira.

Quem entrou na blogosfera, agora em carreira solo, foi o locutor, câmera, repórter, apresentador, redator e copidesque Ray Lima. Ele já apresenta o Pingando Fogo na TV, agora vai incendiar as redes sociais com Pingando Fogo – Blog. Ao Ray Lima, muito sucesso.




Aconteceu na quarta feira, a finalíssima do festival de música de Pedreiras como parte da programação de aniversario da cidade.    O resultado foi o seguinte: 3º Lugar - Pássaro Homem– Autor e interprete Mano Lopes, 2º Lugar - Canção – Autor e interprete Adriel Lima e 1º Lugar - Recado – Autor e interprete Gilvan Mocidade. Os três engordaram suas contas bancarias com 3.000, 2.000 e 1.500 reais, respectivamente. Rodos os concorrentes receberam um troféu pela participação.

O guitarrista Paulinho Barros sofreu uma queda em Pedreiras, ao sair do banheiro quando se preparava para voltar para São Luís, depois do festival. Levado ao Hospital Municipal daquela cidade onde foi muito bem atendido, ele foi submetido a um Raio X que detectou três Fraturas. Foram feitos os primeiros procedimentos como imobilização. Ele já esta na Ilha e passa bem.
Quem também passou por uma bateria de exames no dia de ontem foi o Coronel Marco Pimentel. Tudo bem com o moço. Neste feriadão o pau vai cair a casca.

Quem planta, colhe. Apesar do adágio nem sempre acertar, muitos colhem sem plantar, desta vem foi na batata, ou melhor, na pimenta. O professor, doutor em física, cantor, compositor, poeta, escritor, Jorge Passinho, esta colhendo os primeiros produtos de sua horta. Uma maravilha.
De tanto sofrimento, a atual situação vem criando poetas, pensadores e cronistas anônimos. Muitos, muito bons, outros, nem tanto. Destaco hoje essa pérola de tamanha inteligência, humor e autenticidade.
Longe do anonimato, o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump,, aproveitando a greve geral no Brasil, soltou, como sempre, mais uma das suas frases polêmicas, e, diga-se de passagem; Muito interessante e reflexiva.
E hoje é sábado e na casa mais famosa da Ilha do amor haverá pagode pra valer. Estamos falando da Casa de Iaiá que a partir das seis da tarde terá show com Chico Canhoto e Serrinha.
E na cidade de Bacabal o pagode também vai correr solto com o grupo Vamu de Samba. Liderado pelos bambas Walbinho e Pedrinho vai ser tudo de bom. E na mesma programação vai ter show com Sambinha e CIA. O couro vai comer.

E essa e pra quem gosta do saudoso Raul Seixas. Hoje no Lions Pub, em Bacabal, o cantor Wilson Zara estará prestando Metamorfose, um grande tributo ao roqueiro brasileiro. Também haverá discotecagem do DJ Sérgio Duvalle.
E quem está se preparando para um show inesquecível no dia das mães é o talentoso e multi instrumentista Deley. O evento será na chácara de Marinho, o Locutor das Multidões e o primeiro lote de ingressos já está a venda.
E o prefeito Zé Vieira tá botando e pra escatitar. Além de asfaltar a cidade com quatro meses de gestão, já reabriu o Restaurante Popular com refeição de primeira qualidade ao preço de cinco reais.  
E olhe essa foto que está circulando nos grupos de WattsApp e nas redes sociais. O prefeito Zé Vieira e o deputado Roberto Costa, antes amigos, hoje adversários. Velhos tempos, belos dias.
E hoje tem balada forrozeira no Bar Mamãe Não Me Acha, na tua 28 de julho com Clores Miranda em Bacabal. O evento começa as oito da noite e a festa fica por conta de Santiago & Garotos da Farra. Vai ser o bicho
Essa é pra você que é feia e se assume como tal. Vem aí o Primeiro Campeonato para a classe. Não perca essa chance de aparecer. 


Quem está ditando moda em Bacabal e o prefeito José Vieira Lins. Ele que aparece sempre cercado de secretários, assessores e admiradores, usa terno combinado com tênis e adotou na sua nova performance, um chapéu.

++++++++++

E acharam a irmã de Jeová em uma praia pegando aquele bronze. Ele não gostou muito, não.
E aí  meu amigo Lambal, o que tu achas de tudo isso
E tu, Jota Erry